Notícias

11 de Abril de 2017

"A educação é a arma mais poderosa para mudar o mundo."
Veja nossa contribuição ao evento Abrace a UERJ mostrando a luta de funcionários, alunos e professores para manter a chama da educação acesa no Estado do Rio de Janeiro.

5 de Abril de 2017

Nosso relato sobre um sério deslizamento de rochas na cidade de Petrópolis que infelizmente vitimou duas pessoas. Acreditamos que projetos como o Angel Drones são uma ferramenta poderosa para a inspeção e monitoramento de locais inacessíveis como esse. Confira nosso vídeo.

4 de Abril de 2017

Robôs aéreos e de solo estão mudando o mundo e impactando os mais diversos setores. Resolvemos abordar a conservação do patrimônio mostrando a situação de abandono do histórico prédio da Fundação Getúlio Vargas, antiga sede do Colégio Nova Friburgo e do renomado Instituto Politécnico do Rio de Janeiro/UERJ-IPRJ, um dos pioneiros nacionais em pesquisas em Modelagem Computacional. Confira.

16 de Fevereiro de 2017

"A persistencia é o caminho do exito (Charles Chaplin)"

Estamos competindo com o nosso projeto "Angel Drones - cidade resiliente" para a Quinta Plataforma Regional para a Reducao de Riscos de Desastres nas Americas organizada pelo Escritório das Nações Unidas para a Redução de Riscos e Desastres (UNISDR) (https://www.unisdr.org/) a ser realizada no Canada entre os dias 7-9 de Março.

18 de Janeiro de 2017

"Se quer ir rápido, vá sozinho. Se quer ir longe, vá em grupo." (Provérbio Africano)

Hoje estivemos presentes na sede da SwissNex Brazil no Rio de Janeiro afim de conectar pontos para o Projeto Nova Friburgo 200 anos, estreitando os fortes laços Brasil/Suíça. Neste importante encontro que contou com a presença do Vice Consul Geral da Suíça no Brasil, Sr. Christophe Vauthey, os seguintes pontos foram discutidos:

1 - envolvimento de organizações não-governamentais e humanitárias:
como envolver organizações não-governamentais como Viva Rio (https://goo.gl/r98ysH) e organizações humanitárias como CARE (https://goo.gl/uwMZb1), Comitê Internacional da Cruz Vermelha (https://goo.gl/uumG11) e FSD (Swiss Foundation for Mine Action - http://fsd.ch/).

2 - envolvimento dos poderes executivos e legislativos locais:
como conectar e sensibilizar os poderes executivo e legislativo locais para a importância do uso de drones como ferramenta eficiente para entender, antecipar e mitigar desastres naturais. O Vereador eleito para o mandato 2017-2020, Johnny Maycon (https://goo.gl/8nW1G8) é a principal fonte articuladora.

3 - envolvimento de parceiros Suiços:
como conectar a conceituada e inovadora industria Suíça.

16 de Janeiro de 2017

"Economia, frequentemente, não tem relação com o total de dinheiro gasto, mas com a sabedoria empregada ao gasta-lo"

Estivemos reunidos hoje com o Sr. Secretario de Meio Ambiente e Mobilidade Urbana de Nova Friburgo, Alexandre Sanglard, mostrando os imensos benefícios de uso de drones e sensoriamento remoto numa ampla área de aplicações, do monitoramento ambiental ao recadastramento de impostos, esta nova e promissora tecnologia faz mais com menos, economizando recursos, diminuindo desperdícios, coordenando ações localizadas e maximizando a produtividade.

11 de Janeiro de 2017 - 6 anos da maior tragedia climática Brasileira

"Quem não recorda o passado está condenado a repeti-lo."

Publicamos um relato pessoal de Wallace de Almeida Freitas. Testemunha ocular do mega desastre de 2011. (https://goo.gl/jBZNeX)

Era para ser só mais uma noite de descanso, já que estava de férias e tinha curtido o dia inteiro na companhia de amigos. Inclusive, naquele fatídico dia 11/01/2011, por volta das 23 hrs, eu estava em um costumeiro papo filosófico com um deles. Como de praxe, discutíamos sobre nossas dificuldades existenciais, reclamávamos de várias situações que nos incomodava.
Percebemos que a chuva que tinha começado a cair por volta das 22:30 hrs estava cada vez mais intensa, bem como os relâmpagos e trovões assustadores. Despedimo-nos e eu, ao entrar em casa, fui direto dormir.
Mas, havia algo estranho. Diferente. Os raios não cessavam um segundo sequer. Estrondos ininterruptos me impediam de pegar no sono. A quantidade de água que caía era impressionante! Tentei por mais algum tempo dormir, mas foi em vão, era impossível! Parecia que eu pressentia o pior...
Desta forma, levantei da cama e percebi que todos meus familiares igualmente estavam assustados, ninguém havia vivenciado tempestade tão forte! Ficamos todos acompanhando aquela chuva torrencial pela janela, na expectativa de que logo acabasse.
No entanto, não tinha fim!
Por volta das 02:00 hrs, já no dia seguinte, para aumentar a nossa aflição, a energia elétrica acabou. Verificamos que os sinais de telefone também se foram. A chuva continuava intensa e só conseguíamos ver algo pela janela devido aos clarões assustadores dos raios. E o que víamos era igualmente assustador!
O rio do meu bairro já havia transbordado e alcançava níveis jamais vistos! O que estava acontecendo? Após mais alguns minutos, começamos a ouvir estrondos diferentes, parecia que algo muito grande quebrava e desmoronava, um ruído enlouquecedor! Não conseguíamos ver nada! Começamos a sentir um cheiro de floresta muito forte!
Já por volta das 03:00 hrs, os poucos vizinhos chegaram em nossa residência assustados! Tinham assistido a uma avalanche de água, lama e árvores destruir as suas residências, segundos após terem saído delas. A partir deste momento, o pânico tomou conta! Nunca tínhamos enfrentado nada igual!
Olho pela janela e os clarões dos raios revelam que estamos cercados! Dos dois lados havia barreiras enormes que impediam a nossa saída. Em frente, o rio que tinha se transformado num mar também impedia a nossa saída!
Perguntei, então, aos meus pais, que sempre foram minha fortaleza, sobre o que fazer, na esperança de ouvir uma palavra sábia, tranquilizadora, mas pela primeira vez em minha vida os vi sem resposta! Nunca presenciaram algo parecido!
Não há palavras capazes de descrever o desespero que passamos a partir deste momento! Nada podia ser feito! Tentávamos rezar desesperadamente para que uma avalanche não atingisse a nossa casa e para que aquele tormento acabasse. A noite não tinha fim. A chuva e o medo também não! Cheguei a aceitar uma possível morte trágica!
Após horas de sofrimento, começou a amanhecer e a chuva foi diminuindo... Ufa! Estávamos salvos!?
Mas, o que a luz do dia nos mostrou não nos trouxe conforto! Estava tudo ao redor destruído! Parecia uma guerra! Estávamos “ilhados”!
Com muito esforço, após escalar uma montanha, conseguimos chegar ao outro lado do nosso bairro e constatamos que o terror não aconteceu somente conosco. Todos andavam feitos zumbis, tinham perdido suas casas, seus entes queridos, víamos filas de corpos estendidos no chão, pessoas isoladas pedindo socorro desesperadamente! Havia dezenas de pessoas soterradas por ali! E nada podia ser feito! Impotência total!
Ficamos dias isolados, sem água, energia elétrica, sem insumos básicos, só nos alcançavam com helicópteros! Somente depois de muitos dias tomei conhecimento de que vários bairros e cidades foram afetados e de que tinha sobrevivido à maior tragédia natural do país até então!
Perdi parentes e amigos de infância! Não foi fácil... Com a natureza não se brinca! Vi todo o seu poder!
O que mais dói é saber que, não obstante o poder da natureza, nós, seres humanos considerados racionais, podíamos e podemos minimizar as consequências destes eventos se houvesse um estudo sério de área de riscos, uma política de ocupação e habitação que respeitasse a natureza. Todos sabemos, por exemplo, que uma cidade como Nova Friburgo devido ao seu relevo de vales e montanhas acentuadas não tem condições de acomodar 200 mil pessoas em áreas totalmente seguras! É um equívoco que vem desde a colonização!
Nos resta agora fazer um estudo sério acerca dos potenciais riscos e tomar atitudes políticas efetivas a fim de se evitar que outras vidas sejam ceifadas! Só rezar, infelizmente, não adianta!

29 de Novembro de 2016

Estivemos reunidos nessa semana com o Sr. Consul Geral da Suíça no Brasil, Giancarlo Fenini, expondo planos e unindo esforços para Nova Friburgo 200 anos.

25 de Março de 2016

O nascimento do projeto Angel Drones no contexto da Fundação Estudar.

Walace de Oliveira
Founder - Chief Engineer
Angel Drones
m:+55 22 992870808
a:Rua Benjamin Constant, numero 225, casa 08, Nova Friburgo-RJ
w:www.angeldrones.com.br  e: walace.oliveira@angeldrones.com.br